Polímeros: Ciência e Tecnologia
http://revistapolimeros.org.br/doi/10.1590/S0104-14281998000400006
Polímeros: Ciência e Tecnologia
Scientific & Technical Article

Copolímeros de Estireno-Divinilbenzeno Impregnados com Agentes Complexantes Organofosforados para Separação de Terras Raras

Barbosa, Celina C. R.; Cunha, José Waldemar S. O.; Teixeira, Viviane G.; Coutinho, Fernanda M. B.

Downloads: 0
Views: 38

Resumo

Copolímeros de estireno-divinilbenzeno para aplicação em cromatografia de extração foram sintetizados em presença de agentes complexantes seletivos para terras raras, o fosfato monoácido de bis(2-etil-hexila), DEHPA e o 2-etil-hexil fosfonato monoácido de 2-etil-hexila, EHEHPA. Os copolímeros foram preparados através de polimerização em suspensão utilizando como diluentes os agentes complexantes puros ou combinados com o solvente tolueno (TOL). A influência das condições de síntese, tais como: a razão agente complexante/TOL; o grau de diluição dos monômeros e o teor de divinilbenzeno, na estrutura porosa dos copolímeros foi investigada através de suas características fisicas tais como densidade aparente, volume de poros fixos, área específica e através de microscopia ótica e eletrônica de varredura. Os copolímeros foram avaliados em relação ao processo de separação de terras raras. Assim foram determinadas a capacidade total e a cinética de complexação em relação ao íon gadolínio. O teor de agente complexante impregnado em cada suporte foi função da quantidade do agente complexante nas misturas. Foi otimizada a quantidade máxima do agente complexante que pode ser utilizada na síntese, de modo a obter suportes com alta capacidade de complexação, sem o comprometimento de sua resistência mecânica. A capacidade total de complexação variou com a quantidade de agente complexante impregnado no suporte e a cinética de complexação variou principalmente com o diâmetro médio de poros, pois este determina a velocidade de difusão dos íons no suporte.

Palavras-chave

Copolímeros de estireno-divinilbenzeno, macroporosidade, cromatografia de extração de ferras raras

References



1. Gupta, G. K.; Krishanamurthy N. - International Materials Reviews, 37(5), 197 (1992).

2. Rabelo, D.; Coutinho F. M. B. - Eur. Polym. J.,30(6), 675 (1994).

3. Rabelo, D.; Coutinho, F. M. B. - Polym. Bull., 33,487 (1994).

4. Poinescu, I.C.; Vlad C.; Carpov A.; Ioanid A. - Angew. Makromol. Chem., 156, 105 (1988).

5. Belfer, S.; Egozy, Y.; Korngold, E. - J. Appl. Polym. Sci., 29, 3825 (1984).

6. Kauczor, H. W., Meyer, A. - Hydrometallurgy, 3,65 (1978).

7. Barbosa, C.C.R.; "Síntese, caracterização e aplicação em extração cromatográfica de resinas à base de estireno e divinilbenzeno", Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, (1994).

8. Teixeira, V.G. - "Síntese e caracterização de copolímeros de estireno-divinilbenzeno para separação de terras raras", Tese de Mestrado, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, (1997).

9. Rabelo, D.; Coutinho, F. M. B. - Polym. Bull., 33,493 (1994).

588371497f8c9d0a0c8b480e polimeros Articles
Links & Downloads

Polimeros

Share this page
Page Sections